Governo lança 20 medidas para aumentar em 20% número de trabalhadores do Turismo - TVI

Governo lança 20 medidas para aumentar em 20% número de trabalhadores do Turismo

  • Agência Lusa
  • PF
  • 27 mar 2023, 18:11
Calor na Nazaré

“Valorizar os profissionais do setor é essencial para termos mais e melhor turismo", disse o secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda

O Ministério da Economia lançou esta segunda-feira uma iniciativa com 20 medidas, como o plano para a modernização da rede de escolas de hotelaria, para aumentar em 20% o número de trabalhadores no setor do Turismo.

A agenda para as profissões do turismo foi apresentada pelo Secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda.

“Esta é uma agenda estratégica, com 20 medidas, que visa aumentar em 10% os profissionais de turismo com o ensino secundário e superior, crescer em 15% no número de estudantes em turismo em todos os níveis de ensino e incrementar em 20% a população empregada no setor”, adiantou, em comunicado, o Ministério da Economia e do Mar.

Entre estas medidas encontra-se o Plano Nacional para a Modernização e Especialização da Rede de Escolas Hotelaria e Turismo, a concretização da Academia Internacional do Turismo, O programa de benefícios para os profissionais do turismo, a majoração do financiamento a empresas com boas práticas laborais e de formação, internacionalização de empresas e marcas, reforço de formação e campanhas para a valorização de profissões do turismo.

Esta agenda, que continua em construção, tem por objetivo tornar Portugal o destino de referência para estudar e trabalhar no setor do turismo.

“Valorizar os profissionais do setor é essencial para termos mais e melhor turismo. Investir nas pessoas, no aumento das suas qualificações, rendimentos e reconhecimento, é uma aposta estratégica para preparar o futuro de uma atividade em crescimento. Esta é também uma agenda com ação para fazer face aos desafios presentes. Para o alcance dos objetivos e das metas apresentadas nesta agenda será fundamenta a mobilização e o envolvimento de todos”, afirmou, citado na mesma nota, Nuno Fazenda.

Na sessão de apresentação desta agenda estiveram ainda os ministros da Economia e do Mar, António Costa Silva, do Trabalho e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, e da Educação, João Costa, a que se juntou um painel de profissionais do setor.

Continue a ler esta notícia