O Departamento de Estado dos EUA, encarregue da gestão das relações internacionais norte-americanas, informou que vai aceder ao pedido do governo da Turquia e passará a escrever Türkiye em vez de Turkey - que, em inglês, significa peru.

Ned Price, o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, confirmou que a embaixada turca "solicitou que seja usada esta grafia nas nossas comunicações",  e que, por isso, o nome Türkiye passará a figurar a partir de agora "na maioria dos nossos contextos diplomáticos formais e bilaterais, incluindo comunicações públicas", explicou Price, citado pelo The Guardian.

O porta-voz de Washington foi questionado sobre a mudança depois de o Departamento de Estado ter emitido uma declaração que anunciava medidas para interromper o financiamento ao Estado Islâmico, nomeadamente a ação conjunta dos Estados Unidos e da Turquia, tendo o comunicado adotado o nome Türkiye em vez do habitual "Turkey".

Ainda assim, Ned Price frisou que "Turkey" não está proibido e continuará a ser usado sempre que se considerar necessário, uma vez que é assim que a maioria dos norte-americanos reconhece o nome do país de Erdogan. 

O governo do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, tem pressionado para que o nome internacionalmente reconhecido como "Turkey" seja modificado para "Türkiye", como é escrito e pronunciado em turco. Em 2021, ordenou mesmo o uso consistente de Türkiye em línguas com o alfabeto latino.

No entanto, aponta o The Guardian, a mudança não foi implementada por muitos países cuja língua principal é o inglês: nas páginas online das embaixadas de Ancara na Austrália, Canadá, Índia e Nova Zelândia, Turkey passou a Türkiye, mas o mesmo não aconteceu, por exemplo, com os sites das embaixadas turcas no Reino Unido, Irlanda ou África do Sul. Já o site da embaixada norte-americana da Turquia usa ambas as versões. 

CNN Portugal / BC