X (ex-Twitter) acusado de complicar acesso a sites de que Elon Musk não gosta - TVI

X (ex-Twitter) acusado de complicar acesso a sites de que Elon Musk não gosta

  • CNN Portugal
  • ARC
  • 16 ago 2023, 13:27
Elon Musk, dono do Twitter (Getty Images)

Resultado: menos tráfego e queda das receitas publicitárias para esses mesmos sites

Relacionados

O Twitter, agora conhecido como X, “estrangulou” o tráfego de vários sites dos quais Elon Musk não gosta durante dias, avança o Washington Post.

Ao clicar num link na rede social de Elon Musk é esperado que o mesmo abra de imediato, mas, de acordo com o Post, não foi o que aconteceu nos últimos dias. O cenário foi, na verdade, o contrário: ao clicar num link, abria-se uma página em branco e o acesso aos sites tornava-se lento, atrasando-o em cinco segundos.

Um processo conhecido como “throttling” e que terá afetado várias redes sociais nos últimos dias, como o Facebook, o Instagram e o Bluesky, bem como órgãos de comunicação como o New York Times e a Reuters. Todos os atrasos se registaram em ligações t.co, um serviço que abrevia as ligações publicadas no Twitter e lhe permite seguir e, neste caso, limitar a atividade do site, retirando o tráfego e as receitas de publicidade.

A anomalia parece ter sido normalizada na tarde de terça-feira, quando o Washington Post deu conta da mesma, após ter sido assinalada por utilizadores num fórum de discussão tecnológica Hacker News.

Não se sabe ao certo, no entanto, quando terá começado a anomalia, mas uma fonte anónima garantiu ao Post ter reparado que tal acontecia desde o dia 4 de agosto com o New York Times. Nesse dia, Elon Musk acusou o Times de ser “apologista do genocídio radical” e apelou ao cancelamento das assinaturas do jornal, após ter sido relatada uma política controversa na África do Sul, de onde é originário o dono do X.

O New York Times confirmou, em comunicado, os atrasos e garantiu não ter recebido “qualquer explicação da plataforma sobre esta medida”. “Estamos preocupados com a pressão direcionada aplicada a qualquer organização noticiosa por razões pouco claras”, disse o porta-voz Charlie Stadtlander.

“Os atrasos são suficientemente irritantes, mesmo subconscientemente, para afastar as pessoas”, escreveu o ex-chefe de confiança e segurança do Twitter, Yoel Roth, no Bluesky, garantindo que parece “uma daquelas coisas que parecem demasiado loucas para serem verdade, mesmo para o Twitter”.

Elon Musk não se pronunciou sobre o assunto.

Continue a ler esta notícia

Relacionados

Mais Vistos