Volodymyr Zelensky anunciou esta quinta-feira que vários países da União Europeia estão dispostos a fornecer tanques à Ucrânia, incluindo Portugal. 

"A Polónia está preparada e, para ser honesto, a Finlândia, Portugal, Espanha e um número suficiente de países estão prontos para nos providenciar nem que seja um pequeno número de tanques que têm em serviço", garantiu em conferência de imprensa com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, em Kiev. 

"[Estes países] estão motivados e apoiam-nos, mas aguardam o consentimento dos países que têm direito a emitir as licenças correspondentes", declarou, referindo-se aos tanques Leopard 2 e à hesitação da Alemanha. 

Zelensky lembrou a relevância dos tanques para o sucesso das forças ucranianas no terreno e lamentou que, "infelizmente", a sua aquisição não dependa "do desejo da Ucrânia". 

"Exercemos tanta pressão política quanto conseguimos, mas o mais importante é que a exercemos de forma fundamentada. Contra milhares de tanques da Federação Russa, a coragem dos nossos militares e a motivação do povo ucraniano não são suficientes. Precisamos das armas adequadas", sublinhou, citado pela Interfax

CNN Portugal / CF