Comissão Europeia dá ‘luz verde’ a vacina contra broquiolite para grávidas - TVI

Comissão Europeia dá ‘luz verde’ a vacina contra broquiolite para grávidas

  • Agência Lusa
  • AM
  • 25 ago 2023, 12:25
Vacinação contra a covid-19

Vacina está também indicada para a imunização ativa de adultos com idade igual ou superior a 60 anos

A Comissão Europeia deu esta sexta-feira ‘luz verde’ à vacina comercializada pela farmacêutica Pfizer e administrada a grávidas para proteger os bebés até aos seis meses contra a doença do aparelho respiratório inferior causada pelo vírus sincicial respiratório (VSR).

Em comunicado, o executivo comunitário dá conta de que autorizou a Abrysvo, designação dada ao fármaco da Pfizer, “a primeira vacina destinada a proteger os adultos mais velhos e os bebés até aos seis meses de idade contra a doença do trato respiratório inferior causada pelo VSR”.

“Este tipo de vacinas é particularmente importante tendo em conta o aumento das infeções por VSR na UE no inverno passado. A vacina, que está agora autorizada em toda a UE, ajudará a reforçar a resposta imunitária ao vírus”, argumenta Bruxelas.

A instituição explica que a aprovação se segue a uma avaliação rigorosa no âmbito do mecanismo de avaliação acelerada da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) e que se justifica por a prevenção da infeção pelo VSR nas crianças ser de “grande interesse para a saúde pública”, dado os eventuais impactos das bronquiolites.

Em julho passado, a EMA anunciou ter recomendado a concessão de uma autorização de introdução no mercado da UE relativa à Abrysvo, “a primeira vacina contra o VSR indicada para a imunização passiva de bebés desde o nascimento até aos 6 meses de idade, após a administração da vacina à mãe durante a gravidez”.

Esta vacina está também indicada para a imunização ativa de adultos com idade igual ou superior a 60 anos.

Citada pelo comunicado de hoje, a comissária europeia da tutela da Saúde, Stella Kyriakides, assinala que, “antes das próximas estações do outono e do inverno, esta vacina pode ajudar a prevenir consequências graves do VSR para alguns dos cidadãos mais vulneráveis”.

O VSR é um vírus respiratório comum que provoca geralmente sintomas ligeiros, semelhantes aos da constipação, com a maioria das pessoas a recuperar no prazo de uma a duas semanas.

Porém, o VSR pode ser grave em pessoas vulneráveis, incluindo os idosos e as pessoas com doenças pulmonares ou cardíacas e com diabetes.

O aval de hoje dado pela UE surge três dias depois de os Estados Unidos autorizarem pela primeira vez a vacina destinada a proteger os bebés contra a bronquiolite, também administrada a mulheres grávidas.

A vacina de injeção intramuscular única foi autorizada para mulheres grávidas entre as 32 e 36 semanas de gestação, informou a agência norte-americana do medicamento.

As crianças ficarão protegidas do VSR durante os primeiros seis meses de vida.

Continue a ler esta notícia