Americana detida em Moscovo por passear bezerro. “Comprei-o para que ninguém o comesse e queria mostrar-lhe a capital, que é muito bonita” - TVI

Americana detida em Moscovo por passear bezerro. “Comprei-o para que ninguém o comesse e queria mostrar-lhe a capital, que é muito bonita”

  • MM
  • 3 fev 2023, 12:48
Moscovo (EPA)

Ativista vegan foi detida pelas autoridades russas na Praça Vermelha, onde as manifestações públicas são proibidas

Relacionados

Uma ativista norte-americana, Alicia Day, foi detida em Moscovo, na Rússia, quando passeava um bezerro na Praça Vermelha.

A mulher foi condenada a cumprir 13 dias de prisão, por resistir às autoridades, indicou o gabinete de imprensa do tribunal distrital de Tverskoy à agência de notícias russa Tass.

A ativista vegan passeou o bezerro, que adquiriu através da internet, e gritou o slogan “animais não são comida” na praça da capital russa, onde as manifestações e eventos públicos são proibidos.

Day foi também multada em 260 euros, por participar num protesto não autorizado, que colocou entraves ao normal funcionamento das infraestruturas e ao tráfego de pedestres.

“Comprei-o para que ninguém o comesse e queria mostrar-lhe a capital, que é muito bonita”, contou Alicia Day à Tass.

Mas este não é o único animal da ativista. Day contou que também abriga sete leitões e mais dois bezerros.

No ano passado, a ativista viveu em Varsóvia, Polónia, e tinha um borrego de estimação. Em 2019, resgatou um porco e manteve o animal no seu apartamento, em Londres.

Continue a ler esta notícia

Relacionados