Veronica desapareceu quando ia buscar os filhos à avó paterna. A polícia tem provas de que terá sido brutalmente assassinada - TVI

Veronica desapareceu quando ia buscar os filhos à avó paterna. A polícia tem provas de que terá sido brutalmente assassinada

  • CNN
  • Rosa Flores, Sara Weisfeldt e Andy Rose
  • 16 abr, 14:40
Jilian Kelley e Veronica Butler. Gabinete de Investigação do Estado de Oklahoma

Documentos do tribunal descrevem uma batalha pela custódia e uma cena sangrenta nos alegados assassínios de duas mulheres em Oklahoma. Dois corpos foram descobertos este fim de semana, mas a polícia diz que ainda não foram identificados. Veronica viajava com uma amiga quando desapareceram

Documentos judiciais revelados na segunda-feira lançam nova luz sobre o desaparecimento de duas mulheres e a prisão de quatro pessoas acusadas dos seus assassínios na zona rural de Oklahoma, nos Estados Unidos.

Tad Bert Cullum, 43 anos; Tifany Machel Adams, 54 anos; Cole Earl Twombly, 50 anos; e Cora Gayle Twombly, 44 anos, foram acusados de dois crimes de homicídio em primeiro grau, dois crimes de rapto e um crime de conspiração para cometer homicídio em primeiro grau "ao organizar e planear a morte deliberada e intencional de Veronica Butler e/ou (Jilian) Kelley", segundo os documentos de acusação.

As mulheres desaparecidas, Veronica Butler, de 27 anos, e Jilian Kelley, de 39 anos, iam de carro juntas buscar os filhos de Butler quando desapareceram, segundo o Gabinete do Xerife do Condado do Texas num "aviso de desaparecimento em perigo" publicado a 30 de março.

Este fim de semana, dois corpos foram recuperados no condado do Texas, disse o porta-voz do Gabinete de Investigação do Estado de Oklahoma, Hunter McKee. As identidades não foram determinadas, acrescentou McKee durante uma conferência de imprensa na segunda-feira.

Mas os documentos quase idênticos de acusação e do mandado de detenção dos quatro arguidos afirmam claramente que são acusados de matar Veronica Butler e Jilian Kelley.

A CNN tentou determinar se os arguidos têm representação legal. Os registos não indicam que tenha sido obtido um advogado.

Veronica Butler estava numa batalha pela custódia com Tifany Machel Adams, que é a avó dos seus filhos, de acordo com o mandado de detenção.

Tad Bert Cullum é o namorado de Tifany Machel Adams, segundo o mesmo documento. Os outros dois arguidos, os Twomblys, são casados.

No dia 30 de março, o dia em que Veronica Butler e Jilian Kelley desapareceram, estava previsto irem buscar as crianças à avó por volta das 10 horas locais para irem a uma festa de aniversário, mas não chegaram a ir ao evento. Foi nessa altura que a família de Veronica Butler localizou o carro da jovem mãe abandonado numa zona rural do condado do Texas, perto da fronteira entre o Kansas e o Oklahoma, e chamou a polícia, segundo os mesmos documentos.

"Um exame do veículo e da área circundante encontrou provas de um ferimento grave. Foi encontrado sangue na estrada e na berma da estrada. Os óculos de Veronica Butler também foram encontrados na estrada a sul do veículo, perto de um martelo partido. Foi encontrado um carregador de arma dentro da mala de Jilian Kelley no local, mas não foi encontrada nenhuma arma", referem os documentos do mandado de detenção.

Em cima: Cole Earl Twombly e Cora Twombly. Em baixo: Tad Bert Cullum e Tifany Machel Adams. Gabinete de Investigação do Estado de Oklahoma

Os telemóveis de Veronica Butler e Jilian Kelley enviaram ativamente sinais para as suas operadoras até cerca das 09:42 e depois deixaram de transmitir. Os telemóveis não foram recuperados.

Os investigadores do Estado extraíram informações do telemóvel de Tifany Machel Adams, que mostravam pesquisas na Internet sobre "nível de dor da pistola de choque, lojas de armas, telemóveis pré-pagos e como tirar alguém de casa", segundo a investigação. Adams também comprou cinco armas de choque e três telemóveis pré-pagos nos meses e dias que antecederam o desaparecimento de Veronica e Jillian.

Alguns pormenores que faltam nos documentos policiais são se os corpos de Veronica e Jillian foram recuperados e como foram alegadamente mortas.

Os quatro arguidos são descritos como fazendo parte de "um grupo antigovernamental com uma filiação religiosa" chamado "Os Desajustados de Deus", que se reunia semanalmente, por vezes na residência dos Twomblys, de acordo com declarações feitas aos investigadores pela filha adolescente de Cora Gayle Twombly.

A filha disse aos investigadores que os arguidos fizeram "outras tentativas de matar Veronica Butler" em fevereiro.

O FBI Oklahoma City Field Office está a ajudar na investigação com uma "equipa dedicada de agentes, analistas, agentes de forças de intervenção, pessoal de resposta a provas e equipas tácticas", de acordo com um comunicado da agência.

Os arguidos deverão comparecer em tribunal pela primeira vez na quarta-feira, de acordo com os documentos do tribunal.

Continue a ler esta notícia