VÍDEO SEGUINTE
Descrição

Cláudia descobriu há dois meses que tem cancro, mas o medicamento que precisa está em rutura

Uma doente com cancro do colo do útero está internada no IPO de Lisboa há mais de duas semanas sem receber um medicamento, a cisplatina, porque está em rutura mundial. Cláudia está a receber uma terapêutica alternativa.

O IPO garante que não tem rutura de stock, mas que faz uma gestão criteriosa e racional do medicamento e que, em grande parte dos tumores, existe alternativa terapêutica, muitas vezes de eficácia equivalente. Segundo o Infarmed, a cisplatina deverá começar a ser reposta no final de maio.

18 mai, 21:42
Últimos
Últimos