VÍDEO SEGUINTE
Descrição

"Começaram a disparar. O meu pai saiu da barbearia e foi logo morto": o dia em que os mineiros de Aljustrel se revoltaram contra a escravatura do Estado Novo

O Alentejo era, antes da revolução de 25 de Abril, uma espécie de núcleo clandestino do também ilegal Partido Comunista Português. E Aljustrel, no distrito de Beja, concentrava inúmeros ativistas que, de uma forma ou de outra, sofreram consequências. A vila sempre dependeu do trabalho da mina, um trabalho escravo que foi sendo aliviado ao longo dos tempos com o uso de mais maquinaria. Antes da revolução, 15 presos pela PIDE e dois assassínios perpetrados pela GNR marcaram a história de contestação ao regime.

23 abr, 21:53
Últimos
Últimos