VÍDEO SEGUINTE
Descrição

É acusada de colocar spray ambientador em crianças. MP afirma que não ficou provado que as irritações se devem à conduta da funcionária de Tondela

O Ministério Público declara não ter ficado provada em tribunal a relação de causalidade entre a conduta da funcionária da Misericórdia de Tondela acusada do crime de maus-tratos a crianças e a vermelhidão apresentada por uma das crianças. A auxiliar educativa vai conhecer a sentença no final do mês. 

8 jun, 13:52
Últimos
Últimos