VÍDEO SEGUINTE
Descrição

"Estou sozinha, não sou um monstro, sofri chantagem": Christine Ourmiéres-Widener quer falar sobre o que fez e o que lhe fizeram - EXCLUSIVO

Em entrevista exclusiva para ver esta segunda à noite no CNN Prime Time (a partir das 22:00), a ex-CEO da TAP afirma que foi alvo de chantagem e que não está "a concorrer a nada". Lição que tirou: "Nunca mais trabalhar para uma companhia aérea do Estado"

Christine Ourmières-Widener foi demitida a 6 de março pelos ministros das Finanças, Fernando Medina, e das Infraestruturas, João Galamba, em conferência de imprensa, no seguimento das conclusões de uma auditoria da Inspeção-Geral de Finanças.

O Governo decidiu pedir uma auditoria à Inspeção Geral de Finanças no seguimento da rescisão de Alexandra Reis, que deixou o conselho de administração da transportadora com uma indemnização de 450 mil euros, sem a aprovação das tutelas.

Em setembro, a ex-CEO da TAP deu entrada de um processo contra a TAP e pede 5,9 milhões de euros de indemnização.

12 fev, 12:40
Últimos
Últimos