VÍDEO SEGUINTE
Descrição

“Não é concebível ir a uma loja de brinquedos comprar roupa para o funeral”. Como Ângela e Luís querem inspirar outros a “aliviar” a dor de quem perde um filho prematuro

Esta é a história de um casal que nos ensina como transformar um luto inimaginável, pela morte de um filho, numa inspiração. Após perderem um bebé prematuro, Ângela Borges e Luís Melo estão a criar e a doar roupas muito pequenas para que outras famílias não passem pelo mesmo que eles: a ansiedade de não ter o que vestir a um filho no dia do funeral. E gostavam que muitos outros lhes pudessem seguir o exemplo. 

23 jul 2023, 20:55
Últimos
Últimos