VÍDEO SEGUINTE
Descrição

"Não saí de uma empresa do Estado para ir para outra empresa do Estado". Secretária de Estado rejeita comparação com Alexandra Reis

A atual secretária de Estado da Mobilidade não vê qualquer falta de ética ou ilegalidade na indemnização de 80 mil euros que recebeu da CP em 2015. Cristina Dias Pinto garantiu no Parlamento que o valor foi calculado automaticamente e recusa comparações com outros casos, como o de Alexandra Reis, da TAP.

19 jun, 21:07
Últimos
Últimos