VÍDEO SEGUINTE
Descrição

Paz na Ucrânia: Macron não quer excluir China, mas NATO diz que palavras de Pequim são meras “promessas ocas”

Sempre o diplomata pragmático, este é Macron e agora diz que não se deve excluir a China do diálogo para a paz na Ucrânia. Já o secretário-geral da NATO tem outra perspetiva.

5 abr, 22:03
Últimos
Últimos