VÍDEO SEGUINTE
Descrição

Pedro Nuno Santos diz que privatização da TAP é para avançar, mas “não há pressa”. Estado não pode parecer "desesperado"

Se for primeiro-ministro, Pedro Nuno Santos garante que a privatização da TAP é para avançar. “Defendi sempre que o capital da TAP devia ser aberto a privados”, argumenta. Sobre o calendário desse processo, previsto para 2024, diz que “não há pressa”. “Estamos a falar de uma empresa que está saudável do ponto de vista financeiro e operacional”.

Pedro Nuno Santos diz que o Estado "só preserva a sua posição negocial" se não se apresentar como "desesperado". Os prazos, diz, acabam por "desvalorizar" o negócio.

Em entrevista à CNN Portugal, o ex-ministro reitera que o Estado deve manter mais de metade do capital na TAP.

21 nov 2023, 23:53
Últimos
Últimos