VÍDEO SEGUINTE
Descrição

"Quando se vem de Portugal, do que se viveu no tempo do Salazar, não se pode esquecer". Há portugueses em França com medo

“Quando se vem de Portugal, do que se viveu no tempo do Salazar, não se pode esquecer, tem de se votar, nada está adquirido”. Quem o diz é Maria de Fátima Raposo, lusodescendente e uma das milhares de pessoas que trocaram Portugal por França e que foram chamadas para votar nestas eleições legislativas. Ao longo do dia, a TVI acompanhou alguns dos cidadãos com dupla nacionalidade que foram votar.

7 jul, 21:28
Últimos
Últimos