VÍDEO SEGUINTE
Descrição

Rússia nega "existência de ataques a alvo civis" após bombardeamento a hospital pediátrico de Kiev

A vaga de ataques aéreos russos de segunda-feira, uma das maiores desde o início da invasão, fez pelo menos 41 mortes. O maior hospital pediátrico do país foi parcialmente destruído. A Rússia nega que tenha atacado esta unidade de saúde, mas as Nações Unidas dizem que é altamente provável que tenha mesmo sido atingida por um míssil russo.

9 jul, 15:13
Últimos
Últimos