Embarcação naufraga ao largo da Marinha Grande. Há pelo menos três mortos - TVI

Embarcação naufraga ao largo da Marinha Grande. Há pelo menos três mortos

Alerta foi dado às 4:33

Uma traineira virou, esta quarta-feira de madrugada, entre a praia de São Pedro Moel e a Praia da Vieira, em Leiria. Há pelo menos três mortos e três desaparecidos.

As autoridades conseguiram resgatar 11 pessoas com vida e recolher três corpos. A bordo da embarcação estariam, pelo menos, 17 pessoas. 

Sete das vítimas resgatadas deram entrada no Hospital Distrital da Figueira da Foz, um dos quais em estado grave, confirmou a diretora clínica, Sónia Campelo Pereira. O ferido mais grave tem 57 anos e vai ser transferido para a Unidade de Cuidados Intensivos dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) com problemas respiratórios.

As três vítimas em observações apresentam problemas de foro respiratório, bem como taquicardias.

Em comunicado, a Autoridade Marítima Nacional diz que se desconhecem "as causas que estão na origem do acidente".

O alerta para o acidente da embarcação foi dado às 04:33 para o comando local da Polícia Marítima da Nazaré. Ao chegar ao local, a embarcação salva vidas confirmou que a embarcação se encontrava apenas virada.

No local estão 38 elementos e 20 meios de socorro, entre os quais duas embarcações da Estação Salva-vidas da Nazaré e da Figueira da Foz, uma equipa de vigilância aérea do Comando-local da Polícia Marítima da Nazaré e uma aeronave da Força Aérea Portuguesa.

De acordo com o capitão do Porto e comandante-local da Polícia Marítima da Figueira da Foz, Pedro Cervaens Costa, neste momento está também prevista a intervenção de um helicóptero da Força Aérea e de uma equipa de mergulho forense que irá explorar o local do naufrágio, no sentido de "despistar se está ali algum corpo". As vítimas, diz à CNN Portugal, "foram transportadas por embarcações de pesca no local e transportas para a Figueira da Foz".

O capitão sublinha também que "a maioria das vítimas" será oriunda do concelho da Figueira da Foz, "sendo que estavam a bordo dois cidadãos indonésios, que foram resgatados". A prioridade neste momento, aponta, é perceber se "algum membro da tripulação ficou preso na embarcação". "Sabemos onde ela está e isso é uma vantagem", garante.

Marcelo: uma profissão que "nos recorda os riscos e desafios enfrentados por muitos dos nossos compatriotas"

O Presidente da República enviou condolências às famílias de pescadores que morreram no naufrágio. Através de uma nota publicada no site oficial da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa "lamenta profundamente o naufrágio de uma embarcação na faina da pesca e o falecimento de pescadores, ocorrido esta manhã ao largo das praias de São Pedro do Moel e de Vieira de Leiria". 

"Esta profissão, que tanto enriquece a nossa tradição marítima, também nos recorda os riscos e desafios enfrentados por muitos dos nossos compatriotas, os quais merecem o nosso respeito e admiração. A perda das vidas destes valorosos homens é uma tragédia para todos nós", lê-se na nota. O chefe de Estado "endereça as sinceras condolências às famílias, associando-se à dor e ao luto daqueles que perderam um ente querido, um colega de faina ou um amigo" e "deseja rápida recuperação aos feridos desta trágica ocorrência".

Continue a ler esta notícia