Homem de 30 anos detido por "fortes indícios" de violar duas mulheres em Lisboa fica em prisão preventiva - TVI

Homem de 30 anos detido por "fortes indícios" de violar duas mulheres em Lisboa fica em prisão preventiva

  • CNN Portugal
  • MJC
  • 23 set 2023, 10:41

As vítimas, com 21 e 22 anos, foram atraídas através de um esquema fraudulento nas redes sociais, em que o detido se apresentava como alguém que oferecia emprego ou que tinha um quarto para arrendar

Um homem de 30 anos foi detido por “fortes indícios” de ter violado duas mulheres em Lisboa, num dos casos sob ameaça de arma branca, anunciou a Polícia Judiciária em comunicado. A notícia tinha sido já avançada pela TVI (do mesmo grupo da CNN Portugal). A PJ confirma agora que o detido, já referenciado policialmente, foi presente a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, tendo-lhe sido aplicada a medida de prisão preventiva.

As vítimas, com 21 e 22 anos, foram atraídas através de um esquema fraudulento nas redes sociais, em que o detido se apresentava como alguém que oferecia emprego ou que tinha um quarto para arrendar, precisou a PJ.

“Os últimos factos criminosos ocorreram no passado domingo, após o autor ter conseguido marcar encontro com a vítima, através de um esquema insidioso”, lê-se no comunicado. "Ao encontrarem-se na via pública, de imediato o agressor a ameaçou com uma arma branca e a levou para uma zona arborizada, longe de áreas edificadas, para ali a submeter a sevícias sexuais."

Os elementos de prova, entretanto, reunidos permitiram fazer a conexão deste caso com outra situação de violação, ocorrida em meados de agosto passado, em que o autor conseguiu chegar à vitima através de esquema fraudulento semelhante, também através de rede social e fazendo-se passar por pessoa que tinha um quarto para arrendar, explica a PJ, sublinhando que "para o desenvolvimento da investigação foi fundamental a intervenção pericial do Laboratório de Polícia Cientifica da PJ, designadamente na recolha, análise, comparação e identificação célere, dos vestígios biológicos".

 

Continue a ler esta notícia