Vitória de Setúbal repudia agressões a jogadores e equipa técnica - TVI

Vitória de Setúbal repudia agressões a jogadores e equipa técnica

Vitória de Setúbal

Empate do líder da Série D do Campeonato de Portugal despoletou ação antidesportiva de adeptos sadinos

Relacionados

O Vitória de Setúbal «quebrou o silêncio», na noite desta terça-feira, a propósito do nulo no reduto do Vasco da Gama Vidigueira, em Beja, no passado domingo. De acordo com a direção da SAD, os problemas remontam ao que se assistiu após o apito final.

«Respeitar o Vitória passa por acreditar na liberdade de nos manifestarmos, mas, sobretudo, no reforço dos limites que existem para o fazer. Jamais toleraremos comportamentos violentos e antidesportivos. Em circunstância alguma admitiremos as agressões cobardemente perpetradas, por parte de alguns “adeptos”, a vários jogadores e elementos da equipa de futebol. (…) Perante estes comportamentos, relatados em conformidade pelo árbitro, caberá uma punição ao Vitória, prejudicado, assim, duas vezes», lê-se, em comunicado.

Reiterando que entre as «centenas de adeptos» nunca será confundido «o trigo com o joio», a SAD do Vitória de Setúbal garante que as pessoas responsáveis pelos desacatos estão «perfeitamente identificadas».

«Apelamos a uma demonstração inequívoca de apoio a todo um grupo de jogadores que enverga condignamente este símbolo», conclui a SAD no referido comunicado.

O Vitória de Setúbal lidera a Série D do Campeonato de Portugal, com 42 pontos, mais dois em relação ao Moncarapachense. A fechar o pódio estão Lusitânia Évora e Sintrense, com 34 pontos, quando faltam oito jogos para encerrar esta fase da prova. Importa lembrar que apenas duas equipas seguem para a fase de subida, e cinco caem para o futebol distrital.

Na tarde deste sábado, o Vitória de Setúbal recebe o Sintrense.

 

Continue a ler esta notícia

Relacionados