Júlio Morgado

João Catarré

É um polícia corrupto com uma vida dupla. Na Judiciária, projeta uma máscara de polícia exemplar, com ambições institucionais, embora seja sempre preterido e desconsiderado quando em comparação com Carlos; mas, por outro lado, utiliza os recursos da PJ para ajudar o mundo do crime, onde aí se sente rei e senhor, estando por detrás de diversos crimes que ele próprio e os seus colegas, incluindo Carlos, investigam.