Carlos (Marco D'Almeida) entra em casa e depara-se com Júlio (João Catarré) à sua espera, com uma arma, e fita-o sem medo. Júlio pede a Carlos para se desarmar e falam um com o outro, em desafio.

 

Júlio e Carlos bebem cervejas e Júlio continua com a arma apontada a Carlos, acusando-o de ter sido o protegido de Tiago (João Lagarto). O currupto quer que Carlos assine uma confissão em como matou Vânia e Yuri, mas o inspetor diz que não é isso que vai impedir de o matar, e por isso não assina nada.

 

O inspetor Júlio admite que esteve envolvido nas mortes da mulher e da filha de Carlos, em tom de provocação. Entretanto batem à porta, e é Furio. Júlio dispara sobre ele e Carlos consegue agarrar na arma de Furio, e aponta-a a Júlio.

 

Carlos acaba por dar uma pancada forte na cabeça do inimigo, deixando-o inconsciente. Furio jaz numa poça de sangue, e Carlos algema Júlio. Como irá terminar esta história? Descubra nos próximos episódios da série «Onde está Elisa?».