Teresa Cunha

Joana Ribeiro

Assistente de Bordo na Companhia de Aviação Luso Wings. É filha de Vítor e Lídia Loureiro e irmã mais velha de Glória. Família disfuncional de um subúrbio de Lisboa. Lídia e Vítor passavam mais tempo preocupados em encontrar dinheiro para droga do que em cuidar das filhas. Viviam de biscates, Vítor dedicou-se ao tráfico e arrombamentos e passava a vida dentro e fora da cadeia. Lídia resolveu mudar de vida e quis sair de casa levando as duas filhas mas Vítor não permitiu e ela levou apenas Teresa, deixando Glória para trás. Algum tempo depois, Lídia casou com Júlio Cunha, um empresário com negócios no Norte de África, em Al Aradhi, onde Teresa começou a ir com frequência quando conseguiu emprego como assistente de bordo. Aí, ela conheceu Omar, um jovem médico muçulmano. Estava-se na Primavera Árabe e Omar era um ativista contra o regime autoritário que governava o país. Os dois jovens tiveram um breve mas intenso romance que terminou naturalmente seguindo cada um a sua vida: Omar acabou o curso de Medicina e Teresa casou com Alexandre Gouveia, filho de uma família rica e influente. O casamento revelou-se um desastre, pois Alexandre era irascível e violento. Há dois anos, Omar conseguiu uma bolsa de investigação em Lisboa e os dois apaixonados voltaram a encontrar-se, envolvendo-se num romance secreto e adúltero. Quando a história começa, Alexandre morre num atentado terrorista, mas a sua intervenção salvou vidas. E Teresa tem de escolher entre ser a viúva de um herói nacional ou a amante de um muçulmano que está no radar da unidade da polícia judiciária especializada no combate ao terrorismo. Teresa vê sempre o copo meio cheio e é apaixonada em tudo o que empreende. Teve uma infância conturbada, censura a mãe por tê-la feito passar a adolescência longe do pai. Sabe que só com esforço se alcança os objetivos. O casamento com Alexandre abalou a sua confiança nos homens. Ambiciona ter a família que nunca teve. E nunca desistirá de tentar.