NESTE EPISÓDIO...

Diogo pede a Gustavo para tomar conta de Teresa, mas surpreende-se quando repara que Monique desapareceu.

Fredy liga a Glória quando tocam à campainha. É Chaves (Carlos Oliveira), com um mandado de busca, por ocultação de provas. Fredy fica furioso por estarem a desconfiar dele, mas Chaves diz que uma testemunha o viu no local do crime.

Dois inspetores revistam a oficina e encontram uma arma escondida debaixo de um carro. Sem pensar duas vezes, os inspetores algemam Fredy.

Chaves vai ter com James (Graciano Dias) e diz que as impressões digitais de Fredy estão na arma do crime. James dá-lhe os parabéns.

Samira aconselha Teresa a desistir do seu casamento e a ir embora. Teresa controla-se, mas depois de tantas provocações parte para a violência. Omar chega e vê Teresa a bater em Samira, que se faz de vítima.

Glória vai ter com Gustavo e diz que acha que está a perder o bebé, deixando-o alarmado.

Omar (Carloto Cotta) defende Samira (Vera Kolodzig) e ameaça Teresa (Joana Ribeiro), que afirma que a situação em que estão não pode ficar pior do que já está. Omar garante que pode piorar ainda mais.

Glória (Kelly Bailey) continua a fingir que se sente mal e Gustavo (Thiago Rodrigues) sai para ir chamar um médico. Assim que fica só, Glória levanta-se e começa à procura do dinheiro. Gustavo aparece em casa de Omar e afirma que Glória está a perder o bebé. Inicialmente, Omar recusa-se a ir socorrê-la, mas acaba por ceder ao pedido. 

Glória procura o dinheiro, mas não o encontra. Ouve passos e volta a fingir que se sente mal, mentindo sobre os sintomas. Omar acha melhor levá-la para o hospital, mas Teresa pede à irmã para parar de mentir. Teresa sabe que Glória fingiu as dores para tirar Gustavo do quarto e ela assume que o fez para ajudar Fredy (Lourenço Ortigão), que foi preso injustamente.

Destroçada, Teresa conta à mãe que Glória e Vítor foram a Al-Aradhi para lhe roubarem o dinheiro e não para a ajudarem e apoiarem. Lídia (Joana Seixas) acusa Acácio (Sérgio Praia) de estar a inventar mentiras sobre Vítor e Glória, para ajudar Júlio, e ameaça despedi-lo caso este conte alguma coisa à polícia.

Margarida (Paula Lobo Antunes) recorda a conversa que teve com Diogo sobre Henrique (Ângelo Torres). Tavares chega e diz-lhe que suspeita que exista um infiltrado na PJ, ao serviço do grupo da White Shell. O inspetor confessa que desconfia que as impressões digitais encontradas na arma que matou Nelson (Luís Lucas) foram lá colocadas por alguém que sabia bem o que estava a fazer, mas sente-se mal e não chega a contar quem o fez e quem é o infiltrado.