NESTE EPISÓDIO...

Diogo (Paulo Pires) liga a Chaves (Carlos Oliveira) e informa que acabou de descobrir quem são os responsáveis pelo atentado do aeroporto, pedindo ao colega para avisar Tavares e para enviarem reforços. Chaves desliga a chamada e cumpre com o prometido.

Três carrinhas circulam pelas ruas e estacionam. Uma está estacionada perto de uma escola, outra num terminal rodoviário e a terceira à porta de um centro comercial. Henrique (Ângelo Torres) está com um telemóvel na mão e dá ordens para rebentarem as bombas.

Diogo está a subir no elevador e ouve o estrondo de uma explosão vinda do piso superior. O elevador abana e o inspetor desequilibra-se.

Lídia (Joana Seixas) desperta e Júlio (José Wallenstein), que está ao seu lado, afirma que está inocente e que fugiu para provar isso mesmo. Vítor (Diogo Infante) fala com os polícias e estes dirigem-se para o quarto. Vítor entra com os polícias, mas Júlio já fugiu e Lídia afirma que o marido não esteve ali.

Tavares repreende Diogo por ter agido por conta própria, mas o inspetor diz-lhe que não podia ficar quieto depois de ter descoberto que Henrique era o cabecilha da organização. Chaves informa que todas as pessoas que estavam na Holding morreram.

Diogo dá a notícia de que Henrique morreu na explosão e Letícia (Ana Cristina Oliveira) fica aliviada, pois não conseguiria viver com ele sabendo de tudo. Graça (Sandra Faleiro) e Beatriz (Catarina Bonnachi) ficam em choque e Letícia agarra-se ao irmão a chorar.

Sally (Mariza Cruz) percebe que foi James (Graciano Dias) que provocou a explosão, propositadamente para matar Kevin. James confessa e anui que não tinha outra forma de o apanhar, aconselhando Sally a levar o corpo do marido para os E.U.A e voltar quando tudo estiver mais calmo.

Margarida (Paula Lobo Antunes) não compreende como é que Henrique estava ligado a organizações terroristas. Diogo começa a achar que o acidente que vitimou o seu pai não foi por acaso e decide ir falar com Gustavo (Thiago Rodrigues), mas Margarida relembra-o que está suspenso.

Fredy (Lourenço Ortigão) e Adão tentam perceber as ligações entre Nelson (Luís Lucas), Henrique e o atentado, mas não entendem porque é que aquela informação estava toda numa pen guardada num cofre. Fredy acha melhor verem o resto do conteúdo e entregarem tudo à polícia.

Teresa (Joana Ribeiro) pede a Diogo que a ajude a trazer o seu filho de Al-Aradhi para Portugal. Glória (Kelly Bailey) conversa com Fredy, que revela que não havia dinheiro no cofre, mas que encontrou uma pen com informações sobre a organização ligada à White Shell. Fredy diz a Glória que é óbvio que Tomé está ligado à organização, uma vez que na pen constava uma fotografia dele, e Glória recorda uma conversa onde o namorado se culpava pela morte do irmão.

Tavares informa Margarida que receberam imagens provenientes de um edifício perto da sede da Holding. Margarida, Tavares e outros operacionais vêem as imagens de um helicóptero a levantar voo do prédio, antes da explosão, e concluem que alguém conseguiu fugir.