NESTE EPISÓDIO...

Fredy (Lourenço Ortigão) deixa que Glória (Kelly Bailey) decida o que fazer com as fotos de Tomé, e sugere que ela durma ali. Sílvio (Vítor D'Andrade) percebe que Fredy está a tentar proteger Glória e decide entregar a pen à polícia. Fredy olha para Glória, cheio de vontade de a beijar, e pergunta-lhe se já decidiu o que fazer em relação a Tomé (Tiago Teotónio Pereira).

Mário (Vítor Hugo) e Graça (Sandra Faleiro) estão com Tomé na clínica de reabilitação, mas o filho do casal está contrariado. Tomé está a arrumar as suas coisas quando aparece Cassandra, que mete conversa com ele.

Nelson (Luís Lucas) vai visitar Letícia (Ana Cristina Oliveira) e aconselha-a a esquecer o passado. Beatriz (Catarina Bonnachi) fica chocada por já haver candidatos a ocupar o lugar do pai.

Omar (Carloto Cotta) diz que precisa de voltar para Al-Aradhi e Teresa (Joana Ribeiro) diz-lhe para ir à vontade, deixando-o magoado com a forma como lho disse.

Em Al-Aradhi, Diogo (Paulo Pires) e Monique (Benedita Pereira) estão a vigiar a casa de Omar e vêem Samira (Vera Kolodzig) com o bebé.

Vítor (Diogo Infante) está orgulhoso por ter plantado as provas em casa de Júlio (José Wallenstein) e revela que teve a ajuda de Monique.

Sally (Mariza Cruz) despede-se de James (Graciano Dias) e entra no táxi. James é agarrado por um homem, que lhe aponta uma arma e o leva até Nelson, que lhe exige saber porque motivo não estava na reunião. Nelson já desconfia que tenha sido ele a pôr a bomba na empresa e usa uma foto de Sally para o obrigar a falar.

Tavares recebe a lista dos alunos da escola de pilotagem e repara que o nome de Júlio consta. Margarida (Paula Lobo Antunes) liga a Teresa e avisa-a que Júlio teve aulas de pilotagem na escola de onde pertencia o helicóptero que levantou voo antes da explosão e confessa que não restam dúvidas de que ele é culpado.

Teresa (Joana Ribeiro) não entrega Júlio (José Wallenstein) à polícia, deixando-o emocionado por confiar nele. Teresa informa o padrasto das provas que a polícia tem e os dois concluem que há mesmo alguém a querer incriminá-lo. Vítor (Diogo Infante) aparece e Júlio esconde-se no quarto.