NESTE EPISÓDIO...

Carolina (Margarida Corceiro) recorda-se de quando Diogo (Paulo Pires) lhe conta que Maleeka (Rita Ruaz) é mãe de Sahid (Lucas Dutra), e questiona o amigo se não gostava de conhecer a mãe. O jovem sublinha não querer falar sobre o assunto.

Samira (Vera Kolodzig) comenta com Eduardo (Pedro Hossi) a atitude ditatorial de Murilo, em relação ao filho estar a viver com ela. Nesse preciso momento, recebe uma mensagem de Jamal a dizer-lhe que precisam de falar urgentemente.

Graça (Sandra Faleiro) e Mário (Vítor Hugo) encontram Tomé (Tiago Teotónio Pereira) esmurrado. Mário conclui que sabe de uma maneira de travar Murilo (Cassiano Carneiro).

Jamal informa Samira de que decidiu passar a herança para ela, por ser sua, por direito. Mãe e filho abraçam-se.

Mário escreve duas cartas e pede a Acácio (Sérgio Praia) para as entregar a Leonor (Sara Prata) e Graça. 

Samira e Jamal conversam com Fátima (Rita Ribeiro) sobre passar a herança para o nome de Samira. Mãe e filho ficam perplexos por Fátima os acusar de serem iguais a Bashir, ameaçando contar tudo o que sabe.

Murilo e Telma (Julie Sergeant) ficam perplexos quando Nevinhas lhes diz que Renata (Filipa Pinto) está a tomar conta de Tomé, por ter levado uma tareia a mando do doutor Murilo.

Mário dirige-se à PJ e entrega provas da responsabilidade de Murilo Braga no caso de tráfico humano na LusoWings.

Graça fica desesperada ao ler a carta em que Mário diz que vai entregar Murilo às autoridades e, também, assumir as consequências de o fazer.

Leonor abre a carta de Mário onde se pode ler que ela sempre trouxe ao de cima o melhor dele e que, talvez, um dia se voltem a encontrar livres de todo aquele peso.

Murilo recusa-se a aceitar que Tomé se faça de vítima às suas custas, quando Dário (André Nunes) chega e pede que o acompanhe.