NESTE EPISÓDIO...

Samuel (Nuno Gil) reage cordialmente à notícia do noivado de Fredy (Lourenço Ortigão) e Glória (Kelly Bailey), disponibilizando-se para ajudar no pedido de revisão do processo de Olívia.

Renata (Filipa Pinto) deixa um bilhete onde escreveu que Leandro (Romeu Vala) a rejeitou e que, para si, é o fim.

Sílvio (Vítor d'Andrade) está muito emocionado com o noivado de Fredy e aceita, de bom grado, que no início vivam juntos lá em casa.

Leandro (Romeu Vala) sente-se culpado pelo desaparecimento de Renata e Fredy fica a perceber que a conversa que Telma (Julie Sergeant) teve com Leandro provocou aquela situação. Murilo culpa toda a gente pelo desaparecimento de Renata e faz uma ameaça de morte, se acontecer alguma coisa à filha.

Dário (André Nunes) diz que deviam investigar Eduardo (Pedro Hossi), quando entra uma funcionaria que lhe deixa um envelope. Chaves (Carlos Oliveira) diz que os documentos que tem na mão provam que Monique (Benedita Pereira) andava a vender informações da Mossad a potencias estrangeiras e que vai pedir um mandado de captura internacional.

Jamal não acredita que a polícia saiba o que está a fazer e diz a Fátima (Rita Ribeiro) que quer ir a Lisboa.

Murilo, de cabeça Perdida, diz que sabe muito bem que Telma envenenou Leandro contra Renata. Telma responde que foi um favor que lhe fez. Renata explica ao pai que encontrou alguém que a ajudou muito naqueles dias, Tomé Andrade e Sousa (Tiago Teotónio Pereira). 

Tomé mostra um saco de droga a um grupo de amigos e vinca que não tem problemas em sacar dinheiro à filha de um traficante que o tramou.