NESTE EPISÓDIO...

Leila (Sofia Aparício) encontra-se com Monique (Benedita Pereira) e com Gustavo (Thiago Rodrigues), que ainda estão a fugir à polícia, e conta-lhes que Omar (Carloto Cotta) levou Teresa (Joana Ribeiro) para o hospital e que, se não fosse Fátima (Rita Ribeiro) a contar o que sabia sobre Bashir, nunca a teriam salvo.
 
Omar acomoda Teresa na cama e diz-lhe que fica com eles, lá em casa, até que recupere. Num misto de mágoa e carinho, Teresa pede desculpas por o ter alvejado.
 
Fátima percebe que Teresa está cheia de febre e sai para chamar Omar. Confuso e defensor de Teresa, o muçulmano é confrontado com uma crise de ciúmes de Samira (Vera Kolodzig), fazendo-se de vítima. Omar observa Teresa a acarinhar Hassam e deixa-se comover.
 
Omar conversa com o comandante da polícia que lhe diz que acha que Samira está a esconder algo para proteger o irmão. Samira, que estava escondida a ouvir a conversa, entra e diz que não aguenta mais e que tem de contar a verdade.

Samira (Vera Kolodzig) confessa que Bashir (Diogo Mesquita) matou Khalef para a proteger da violência e das agressões e que, por isso, nunca teve coragem para o denunciar.

Depois do comandante da polícia sair, Fátima (Rita Ribeiro) diz que não se conforma com o facto do filho ter tratado tão mal Samira e de ser um terrorista e Omar (Carloto Cotta) responde que, nem por essas razões, Bashir tinha o direito de o assassinar.

Diogo (Paulo Pires) tenta convencer Margarida (Paula Lobo Antunes) de que as suspeitas sobre a inocência de Júlio (José Wallenstein) podem ser verdade, mas a procuradora responde que entregará tudo a Chaves (Carlos Oliveira), chefe da unidade a quem está entregue o caso.

Tomé (Tiago Teotónio Pereira) e Leonor (Sara Prata) beijam-se na sequência de uma conversa onde Leonor lhe diz que já sabe as verdadeiras intenções pelas quais Tomé está a trabalhar na LusoWings. A ex funcionária da empresa não sabe como contar a Glória (Kelly Bailey) o que se está a passar com Tomé e é surpreendida quando esta lhe diz já saber.

Bashir está furioso com Samira e não acredita que esta quer que ele pague por um crime que não cometeu. Samira afirma que lhe vai arranjar um bom advogado para que seja julgado com a atenuante de que Khalef era violento e terrorista.

Margarida, acompanhada por Chaves, pede a Glória que lhes conte tudo o que se lembrar sobre a noite em que Khalef foi assassinado. Glória vai até ao quarto e volta com a faca do crime, que tinha guardada. Fredy (Lourenço Ortigão) abraça-a e diz-lhe que ela merece que o verdadeiro culpado seja condenado.

Júlio agarra Lídia (Joana Seixas) e ameaça-a com um gancho do cabelo encostado ao pescoço. Todo o cenário se trata de um plano encenado pelos dois, devido a Lídia ter descoberto a relação entre James (Graciano Dias) e Vítor (Diogo Infante) numa conversa que ouviu.