Elvira de Jesus Fonseca dos Santos

Interpretado por Ana Bustorff
“Elvira de Jesus Fonseca dos Santos, prazer. Sou a governanta da Casa de Santa Cruz, da Herdade da Lagoa, onde vivo desde que a senhora dona Catarina de Santa Cruz se casou. Conhecemo-nos na juventude, em Escaroupim e a senhora foi sempre muito boa comigo… ela e o senhor engenheiro Bernardo, infelizmente já falecido, que era um lindo homem, muito atraente, com uma conversa de deixar uma pessoa de cara à banda, uma voz muito suave, quase sensual, e uma atitude muito carinhosa… pelo menos para mim. Parece que faleceu durante a noite, na cama… embora se diga que não foi na sua própria cama eu, Elvira de Jesus, nem tenho nada com isso, nem sei como tudo aconteceu. Se não estava presente, como é que posso dizer como foram as coisas?”

Lema de vida: Há mais marés do que marinheiros