Filha de Marcos sabe demais

31 ago 2020 00:00

Ana (Madalena Aragão) chora ao ler as cartas de Vitória (Sara Barradas), quando é interrompida por Daniel e disfarça. Daniel entrega-lhe coisas para comer e ela diz-lhe que nem na quinta pode andar livre.

Sandra (Marta Faial) está nervosa. Joana (Marina Mota) sossega-a, testemunhando como trata dos sobrinhos com amor. A técnica da Segurança Social chega. Sandra chama Pilar e Diogo, pede-lhes para fazerem a rotina normal, e fica a observá-los.

João (Isaac Alfaiate) corre pelos campos. Madalena (Anna Eremin) desafia-o, e quer ganhar a corrida.

Rita (Maya Booth) faz uma transferência da conta de João para a conta dela. Satisfeita, sorri e faz festa em Maria Teresa.

As crianças falam bem de Sandra. A técnica pergunta-lhes o que ela e Marcos (Pedro Teixeira) fazem quando eles se portam mal. As crianças contam que ficam sentadas a pensar, e Pilar (Maria Marques) revela que ouviu Marcos aos gritos com Catarina (Maria José Paschoal), quando ela morreu. Pilar chora e a técnica avisa que é melhor voltar noutro dia, pedindo para avisarem a polícia sobre o que a criança contou.

Vitória avisa Lucas (Filipe Vargas) de que vai sair da Herdade para dar espaço a Ana. Emocionado, Lucas diz-lhe que será sempre bem-vinda.

Joana e Sandra tentam que Pilar se lembre daquilo que Marcos disse a Catarina. Pilar mente, diz só se lembrar dos gritos. Joana aconselha Sandra a ir falar com Machado, por achar que Pilar está a mentir para proteger Marcos.

Patrícia enche Alfredo com mimos. Ele sente-se culpado, mas diz que tem muita sorte por ter uma mulher como ela.

Vitória arruma as suas coisas e Lucas diz-lhe que aprecia a sua coragem. Para o Santa Cruz, Ana não podia ter melhor mãe.

Daniel monta Harry, seguindo as instruções de Ana. Carlos (João Vicente) aproxima-se e diz a Daniel para aproveitar a aula.

Machado quer falar com Pilar. Joana pede para não a incomodar por estar muito sensível, enquanto Nuno (Diogo Lopes) o aconselha a apertar com Marcos.

Lucas acha que as crianças não se enganam no que ouvem, e fica triste pelos irmãos serem os principais suspeitos da morte da mãe.

Mateus termina de rezar e lembra-se de ser enganado pela mãe, chora e culpa-a de tudo o que aconteceu.

Joana aconselha Isabela (Inês Herédia) a afastar-se de Salvaterra porque a felicidade dela não está ali.

Ana e Daniel chegam animados, e ela diz-lhe que ele ainda poderá vir a ser um grande cavaleiro. Depois, a jovem conta que ganhou coragem: leu as cartas de Vitória, e percebeu que tem sido injusta com ela.

Marcos recebe Machado e Fonseca, que lhe perguntam porque nunca contou que tinha discutido com Catarina no dia da sua morte. Marcos revela que foi uma coisa sem importância. Machado pergunta se o Santa Cruz matou a mãe. Ele nega e o inspetor lembra-o de que está em liberdade condicional e que vai continuar a investigá-lo.

Maria estranha o cartaz que Patrícia pendura. Ela diz que tem contatos e que, por isso, conseguiu um grande nome da música para atuar ali.

Marcos abre a porta a Lucas, que lhe pergunta diretamente se matou a mãe, e indica que vai usar essa informação para afastá-lo da Herdade.

Patrícia serve cafés a Joana e Ornelas por não querer problemas. Alfredo entra e fica incomodado ao vê-los.

Isabela, a tratar das plantas, volta a receber uma chamada anónima e fica tensa.

Marcos recorda a discussão com Catarina. Nesse momento, é interrompido por uma chamada de Rita, que lhe exige a procuração. Irritado, Marcos desliga a chamada deparando-se com Raquel.

Sandra conversa com Nuno sobre Pilar, porque talvez ela seja a chave do mistério da morte de Catarina. Nuno tranquiliza-a, dizendo que esta situação pode ser um ponto a favor dela no processo de guarda dos sobrinhos.