Marcos é um homem livre

11 ago 2020 00:00

Ana (Madalena Aragão) chega a casa e encontra Lucas (Filipe Vargas) e Vitória (Sara Barradas) angustiados e perguntam-lhe por onde andou. A jovem não quer falar e vai para o quarto. Limpa-se como se quisesse eliminar vestígios do contacto com Mateus (Pedro Sousa).

Vitória está de saída e pede a Lucas para descansar e diz que vão ter de respeitar o ritmo de Ana.

Patrícia (Leonor Seixas) reclama por Alfredo (Luís Esparteiro) estar na cama e diz que não gosta que ele vá à herdade, pois vem sempre cansado e enfeitiçado. Alfredo diz que foram as crianças que o deixaram assim e que não a consegue ajudar no café.

Ana diz que o pai não foi à procura dela e ele responde que na idade dela também sentia que o mundo estava contra si, e abraça-a.

Maria (Mafalda Marafusta) fala do problema de álcool de Carlos.

Lucas vê Carlos deitado e diz que precisa desabafar. O filho de Joana (Marina Mota) mostra-lhe as garrafas e afirma que vai tentar largar o vício do álcool e abraçam-se.

Patrícia está carinhosa com Alfredo, pois sente-se culpada por lhe ter falado mal. Troca de roupa e começa a dançar para o seduzir. O companheiro finge que adormece e ela sai desalentada. Patrícia encontra Machado (Pedro Hossi) e ele leva-a para o seu quarto aos beijos.

Ana conta a Vitória que foi ver Mateus. A mãe avisa-a que ele é perigoso, mas a jovem responde mal e diz que está farta que lhe digam o que tem de fazer.

Enquanto Patrícia termina de se arranjar, Alfredo entra com pequeno-almoço. Ela aprecia o gesto e pede desculpa porque devia ter reparado que ele estava exausto na noite anterior.

Machado está prestes a sair, mas Maria entra sedutora. Ele diz que tem de ir trabalhar e ela promete ser rápida e caem na cama.

Vitória conta a Lucas que apresentou uma reclamação na clínica por terem deixado Ana entrar, e Lucas apoia-a.

Isabela (Inês Herédia) acorda Mateus, mas ele acha que está a sonhar. A afilhada de Elvira (Ana Bustorff) diz que todos erram e merecem uma segunda oportunidade, mas vai ter de cumprir o tratamento à risca. Mateus promete ser o marido que ela sempre sonhou e abraçam-se.

Lucas cruza-se com Madalena (Ana Eremin) e ela conta que andou ocupada com o nascimento de um bezerro, e ele beija-a.

Elvira está sob o efeito de erva, enquanto cuida das suas plantas.

Marcos (Pedro Teixeira) agarra-se à grade para tentar perceber o que se passa no corredor e Cheirinhos (Diogo Martins) manda um preso dar-lhe murros na cara.

Isabela oferece chá a Nuno (Diogo Lopes), mas ele, enigmático, diz que só precisa de sorte.

Os guardas ajudam Cheirinhos a levantar-se e ele queixa-se que foi espancado pelo Santa Cruz.

Sandra (Marta Faial) abre a porta e Marcos entra com uma postura determinada para ver os filhos. A tia das crianças olha-o com raiva, enquanto ele conta que houve um erro na contagem dos dias. Sandra não autoriza que ele veja Diogo (Luís Henrique) e Pilar (Maria Marques). Marcos avisa-a que vai receber instruções do tribunal.

Mateus diz a Vera que se está a manter sereno por Ana e que promete sujeitar-se a todos os tratamentos necessários para que possa sair.

Marcos olha em volta desolado, mas apesar de amargurado tem de reagir. Nuno avisa Sandra que Marcos tem direitos sobre os filhos e infelizmente tem muitas possibilidades de ganhar em tribunal.

Maria abre a porta a Carlos que veio falar com Vitória. Ela disfarça a mágoa e sai. O capataz diz à enfermeira que está a deixar de beber, mas que não consegue esquecê-la e beija-a.

Cheirinhos diz a Nuno que fez a parte dele e pede-lhe o dinheiro prometido, mas Nuno sai sem lhe responder.