Nuno agride Marcos

16 ago 2020 00:00

Marcos pergunta a Mateus se fica bem sozinho e ele diz sim e que quer ficar a rezar para conseguir perdoar a mãe.

Lucas, Joana, Elvira e Cartaxana estão dentro do carro funerário.

Machado e Fonseca comentam que estão poucas pessoas no funeral, mas que tem a esperança de apanhar Mateus ali.

João vê a notícia da morte de Catarina, precisa de consumir droga mas não tem dinheiro e rouba a mala a uma idosa.

Machado e Fonseca assistem ao funeral desiludidos por Mateus não aparecer. O Padre continuar a rezar, Machado repara num homem de costas e dá um encontrão a Fonseca para se aproximarem de forma discreta. Mateus continua a ver o caixão da mãe entrar no jazigo, quando repara em Machado a passos de distância. Machado vai apanhar Mateus quando o carro funerário lhe dá um toque na perna, Fonseca ampara-o, e Machado manda-o ir atrás de Mateus e pede reforços.

Rita fica surpreendida ao ver Marcos com coisas para Teresa e pergunta-lhe se não precisa de ver os resultados, Marcos nega e afirma que quer que Teresa cresça com os irmãos e vai recuperar tudo o que era dele.

Mateus segue Ana, ela sente que está a ser observada e acelera o passo, encontra Hugo que a acompanha a casa.

Vitória aproxima-se da cama de Ana, passa a mão pela sua almofada e pousa uma carta e sai.

Uma peregrina caminha para Fátima quando é atingida na cabeça e cai inanimada, vemos Mateus a sangrar do nariz.

Carlos, Nuno e Lucas estão reunidos, Marcos aparece e vinca que veio para assumir funções e questiona o que Nuno está ali a fazer. Lucas avisa que Marcos não volta a trabalhar ali, Nuno sabe que ele precisa de emprego fixo para tirar as crianças a Sandra e dá-lhe um soco.

Machado entra no café amparado por Fonseca, Patrícia preocupada pergunta se precisa de um médico, mas ele pede apenas gelo e manda Fonseca estender o mapa para analisarem as escapatórias de Mateus.

Marcos raivoso, sabe que Nuno quer que ele perca a cabeça, e diz a Lucas para abrir os olhos, mas Lucas contrapõe que ele não vai ter a vida facilitada.

Sandra faz curativo na mão de Nuno e faz-lhe um carinho no rosto. Hugo entra e fica desconfortável ao ver aquilo.

Joana avisa Lucas que Hugo apanhou Ana na rua quase a desmaiar por continuar sem comer e Lucas vai ter de interferir.

Sandra pergunta se Hugo ficou chateado com a presença de Nuno, e explica que são só amigos e Hugo beija-a.

Ana rasga a carta de Vitória sem a ler. Lucas entra com bolos e avisa que não sai dali enquanto ela não comer.

Alfredo entrega torradeira a Joana e fica irritado ao ver Ornelas no seu sofá e trata-o mal.

Ana força-se a comer os bolos e começa-se a sentir maldisposta e acaba por vomitar, deixa-se escorregar para o chão, e sente-se cansada e sem rumo.

Joana avisa Alfredo que não lhe fica bem aquela cena de ciúmes, ele irrita-se atira a torradeira para o chão e sai furioso.

Daniel vai ter com Ana, senta-se ao seu lado em silêncio e ela pousa a cabeça nele.

Vitória combina com Patrícia fazer as sessões de apoio ali no café.

Machado conta que foi encontrado outro corpo com as mãos em posição de reza.

Marcos repara no rasto de terra, pergunta a Mateus como foi o dia dele, e o irmão afirma que esteve a ler a bíblia e que tem de arranjar maneira de recuperar Ana.

Alfredo entra desanimado no café e começa aos beijos a Patricia, ela nem quer acreditar que ele é finalmente dela e manda-o tirar a aliança.

Machado entra no seu quarto e depara-se com Maria algemada à cama e coberta com chantilly. Ela avisa que se portou mal e manda-o revistá-la dos pés à cabeça.

Lucas vê Ana a dormir no colo de Daniel, ele conta que ela lhe pediu para ficar, vê carta de Vitória e lê-a.

Carlos pergunta se Isabela está bem, por Mateus ter sido visto no funeral. Ela nervosa diz que não tem nada a ver com isso, deixando Carlos desconfiado.

Isabela entrega chá a Elvira, quando recebe chamada de Marcos e sai para atender. Mateus desliga a chamada.