Vitória ganha nova aliada

04 abr 2020 00:00

Hugo (Rodrigo Paganelli) acorda e pergunta a Sandra (Marta Faial) o que está ali a fazer. Ela inventa que se envolveram.

Vitória (Sara Barradas) entra no quarto de Ana (Madalena Aragão) e pede-lhe para não voltar a fazer o que fez, por existir gente mal-intencionada.

Catarina (Maria José Pascoal) sai do hospital e todos ficam contentes com o regresso a casa. A família está sentada à mesa, quando aparece Ana e é irónica com todos. Ana descontrola-se e Catarina pede explicações a Lucas (Filipe Vargas).

Lucas fala com Ana e tenta mostrar-lhe que a ama. A jovem, revoltada, pede-lhe para a deixar em paz.

Joana (Marina Mota) serve o pequeno-almoço a Carlos (João Vicente) e a Hugo. Elvira mandar vir com Carlos pelo que fez a Isabela (Inês Herédia) e este sai para a rua.

Vitória (Sara Barradas) massaja o pescoço de Catarina e as duas conversam sobre a revolta de Ana. Vitória relembra-se do seu pai e da conversa que teve com Carlos, e sai enquanto Catarina faz uma sesta.

Vitória caminha com um ramo de flores na mão e aproxima-se do local onde viu o seu pai a ser baleado, colocando as flores junto a uma árvore. Olha para o rio e questiona-se se valerá a pena o sacrifício, e promete que vai descobrir quem o matou. Vitória sente um olhar sobre si e vê o pai no outro lado da ponte. A enfermeira pestaneja e percebe que é Carlos quem a estava a observar. Carlos chega junto dela e diz-lhe que vai ali todos os anos, naquele dia. O filho de Joana pede a Vitória para deixar os sentimentos de vingança, mas ela vinca que não vai desistir. Carlos acusa-a de já não ser a mesma pessoa.

Os irmãos estão numa reunião e Lucas, irritado, insiste em tratar de tudo e acaba por discutir com Marcos (Pedro Teixeira). Lucas farta-se, não quer saber mais do trabalho, e sai furioso.

Vitória, ainda perturbada por tudo o que aconteceu com Carlos, aproxima-se da farmácia para comprar os remédios de Catarina e gela ao ver Maria (Mafalda Marafusta). Maria pergunta o que está ela a fazer na herdade e Vitória confessa, à amiga de infância, que quer descobrir quem matou o seu pai. Maria diz-lhe que vai ajudá-la.

Carla (Ana Sofia Martins) abre a porta a Marcos que entra com um ramo de flores, e ela informa-o que vai voltar a trabalhar. Marcos pede-lhe desculpa, mas ela confirma que quer o divórcio e lança-lhe a aliança em sinal de já não ter significado nenhum.