Vitória torna-se cúmplice de Carlos

08 jul 2020 00:00

Joana (Marina Mota) acha que Carlos (João Viente) está a fugir, porque estava cheio de sangue nas mãos, e chora nos braços de Alfredo (Luís Esparteiro).

Carlos (João Vicente) pede a Maria (Mafalda Marafusta) que se afaste por ter de fugir e ela avança que quer ir com ele. Carlos acha melhor ela ficar e arranca a toda a velocidade. Maria chora, compulsivamente, por se sentir mais uma vez abandonada.

Isabela (Inês Herédia), João (Isaac Alfaiate) e Ana (Madalena Aragão) entram preocupados e perguntam a Vitória o que aconteceu. Vitória (Sara Barradas) avisa que Mateus (Pedro Sousa) se feriu a ele próprio e que Carlos está inocente. Eles não acreditam nessa versão e Isabela culpa-a pelo que aconteceu.

Carlos segue a alta velocidade, mas o motor começa a engasgar-se e a carrinha para. Carlos, num esforço desumano, empurra a carrinha até à casa de Guilherme (Pompeu José).

Rita (Maya Booth) recebe uma chamada de Fernando (Sérgio Silva) e conta-lhe que está a voltar atrás nos planos, porque se ajudar os Santa Cruz, Catarina (Maria José Pascoal) vai aceitá-la a ela e a Marcos (Pedro Teixeira) e, brevemente, será a dona da Herdade. Fernando avisa-a de que já não vai enviar dinheiro, e alerta-a para o enorme erro que está a cometer.

Ana (Madalena Aragão) acha que a história de Carlos não tem pés nem cabeça e, agora que Vitória está com Lucas (Filipe Vargas), tem medo que Carlos faça mal ao pai. Vitória tenta tranquilizá-la, dizendo que Carlos nunca faria mal a ninguém. Nesse momento, recebe uma chamada dele.

Carlos fala com Vitória, conta-lhe que o carro avariou e pede-lhe para ir ter com ele. Vitória vai ao encontro de Carlos e ele conta-lhe que Mateus é maluco e que espetou a faca em si próprio, acrescentando que ele anda a mentir a toda a gente, por conseguir andar e que esteve com ela no quarto. Vitória sabe que ele a drogou e tenta perceber se Mateus lhe tocou.

Catarina quer saber a verdade sobre o que aconteceu. Mateus diz à mãe que não se conseguiu controlar e que consegue andar.

Vitória está insegura e Carlos avisa-a de que Mateus é perigoso e maquiavélico. Carlos aconselha-a a afastar-se dele, pede-lhe para fugir dali com a sua filha e abraçam-se.

Mateus conta à mãe que só queria dar uma lição a Vitória e assume que foi ele que se mutilou e que, assim, afastou Carlos do caminho. Catarina avisa-o de que não pode tomar estas decisões sozinho.

Carla (Ana Sofia Martins) dorme no sofá e acorda estremunhada porque tocam à campainha. A ex-mulher de Marcos abre a porta e fica em choque quando vê dois guardas. Os guardas dizem a Carla que receberam uma denúncia de que Marcos estaria lá em casa, desrespeitando a obrigatoriedade de afastamento. Nuno confirma, e Carla avisa que foi ela que deu autorização.

Marcos chega a casa de Rita (Maya Booth) e conta que a festa correu lindamente, mas que, no final, Carla pediu-lhe para sair. Rita sabe que Carla nunca o vai perdoar e recomenda-lhe que a esqueça.

O Guarda avisa que não está a ser coerente. Carla conta que a filha fez anos e que não conseguiu contrariar a família.

Nuno ajuda Carla a deitar-se e ela pede-lhe para que ele não fique com ideias erradas.

Rita pede a Marcos que confie nela por gostar muito dele. Marcos não sabe se conseguem ser felizes.

Elvira (Ana Bustorff) apanha Vitória a chegar a casa e diz-lhe que devia entregar Carlos à polícia.

Lucas chega e conta que Mateus vai ter alta no dia seguinte. Elvira acusa Carlos de querer matar Mateus. Vitória defende o amigo. Lucas pede para falar com Vitória para saber a razão pela qual ela acredita na sua inocência.

A GNR entra em casa de Joana (Marina Mota) e pergunta por Carlos (João Viente). Alfredo (Luís Esparteito) confirma que Carlos saiu com a carrinha.

Lucas (Filipe Vargas) viu Carlos com o punhal na mão. Vitória (Sara Barradas) fá-lo ver que isso não prova nada, até porque Mateus (Pedro Sousa) anda a tomar antipsicóticos que lhe podem ter alterado a perceção.

Rita (Maya Booth), ao telemóvel com Álvaro (Fredy Costa), finge ter saudades dele e combina reunião com ele e com Lucas.

Vitória vai ter com Hugo (Rodrigo Paganelli) e conta-lhe que Carlos está inocente, mas que ninguém vai acreditar na sua versão e que, por isso, precisam de ajudá-lo a fugir.

Lucas diz a Rita que se recusa a ir à reunião com Álvaro e desliga. Catarina (Maria José Pascoal) diz a Lucas que tem de deixar o orgulho de lado e ir à reunião com Rita, acrescentando que vai ao hospital com Vitória.

Marcos (Pedro Teixeira) quer ir à Herdade para começar a recuperar terreno. Rita avisa-o de que Fernando (Sérgio Silva) já não lhe vai dar dinheiro, mas que pretende ajudá-lo a recuperar a família.

A médica aconselha Mateus a ser acompanhado pela psiquiatra. Catarina acha que Vitória dá conta do recado e sai com a médica para tratarem da alta. Vitória avisa Mateus que sabe que ele a drogou, que já fez análises e que é melhor ele assumir que tentou aproveitar-se dela.

Rita avisa que não há dinheiro e Marcos, furioso, pergunta-lhee o que aconteceu. Rita conta que discutiu com o pai por ele ter descoberto que estavam juntos.

Mateus mostra-se ofendido com a acusação de Vitória, e ela sublinha que Carlos não lhe parecia bêbedo. Catarina chega para levar Mateus, e é surpreendida por Cartaxana. Cartaxana pergunta a Catarina porque anda a evitá-lo e ela responde que anda ocupada e promete ligar em breve.

Isabela (Inês Herédia) aguarda Mateus e ignora Vitória. Mateus diz a Isabela que já perdoou Carlos por aquilo que fez. Isabela admira a pureza dele e diz que seria um sonho ter filhos com ele.

Maria (Mafalda Marafusta) apanha Vitória a sair de casa e indica que quer ir com ela ver Carlos. Vitória nega e Maria ameaça-a. Maria insiste em ir com Vitória, mas esta empurra-a para dentro de um alguidar e corre.