Frésia

Interpretado por Paula Neves
O que é que uma mulher doce e a pastelaria da Rua das Flores têm em comum? A dona Frésia.

Na casa dos 40, vive sozinha há anos, desde que o marido fugiu à Justiça para o Brasil. Tia de Margarida por quem nutre um carinho maternal e a cumplicidade dos seus desabafos de desamor. Ficou com o negócio falido e cheio de dívidas, mas nunca contou a ninguém a real dimensão. Todos na rua sabem que o ex fugiu, mas não imaginam o inferno em que a deixou. Diz apenas que se reergueu sozinha. Mulher que tem tanto de aguerrida como de sofrida. Não vira a cara à luta, mas sofre as suas lutas interiores, como a solidão que sente mesmo rodeada de gente. Só gosta de programas de daytime e novelas, porque se revê nas tristezas de uns e a vida de outros fazem-na sonhar. Odeia futebol, coisa que proíbe no seu estabelecimento - mas sem sucesso. Odeia Futre, não tem paciência para ele, mas como é o seu melhor cliente tem que o aturar. Sonha um dia, ainda, viver um grande amor, de preferência com Tavares que não percebe que ela é caidinha pelo seu constante mau feitio que Frésia acredita conseguir mudar com o seu amor. Também ela guarda um segredo há vários anos e o seu maior medo é que um dia alguém o descubra!