Vitorino Remédios

Joaquim Horta

Dono de uma indústria farmacêutica. Consegue casar com Júlia, por quem sempre foi apaixonado, depois da morte do seu melhor amigo Artur. Metódico, calculista e sem escrúpulos, é um desbocado e tem um sentido de humor muito particular. Tem ótimos contactos nos hospitais e no submundo da prostituição, que frequenta desde cedo. Fica incrédulo quando Artur regressa ao fim de vinte anos e dúvida da sua identidade. Vai tentar proteger o seu casamento, ao mesmo tempo que se esforça por esconder as asneiras que fez no passado e que o podem fazer perder Julia.