NESTE EPISÓDIO...

Marcelo liga a Sara e vinca que ela não está em condições de tomar conta dos filhos, e ela pergunta-lhe se decidiu voltar atrás, com o médico a responder-lhe que não.

Becas pergunta o que é que aconteceu com Cláudia e Vasco conta que Joana ameaçou matá-la e que a irmã está a pagar o mal que fez, mas numa dose superior.

Vasco diz a Carolina que quer manter a renovação de votos e beijam-se, apaixonados. Sara liga a Marcelo e ameaça-o fazer queixa na polícia se ele não devolver os filhos. Artur pergunta a Papa quando é que vai ser a fuga, pois quando começar a envelhecer, não tem energia para conseguir sair dali.

Bruno conta à mãe que vai com Leo atrás do juiz e explica que não quer que Aisha fique com ele só porque Artur morreu. Camilla diz que também a está a ajudar a ela, pois Artur é o homem da vida dela.

Carlos conta ao Chefe da PJ que Sara está a dizer a verdade e que quer fazer uma confissão formal de que foi o culpado do acidente de Carolina e sofrer as consequências dos seus atos.

A porta da cela abre e Papa explica que o recreio nunca é à mesma hora, para não criar rotinas. Artur está com medo e Papa protege-o. Um dos presos entrega uma navalha ao preso que roubou os comprimidos e ele diz que vai vingar a morte do amigo.

Aisha despede-se de Bruno e diz-lhe que espera que eles descubram o juiz e o convençam a falar. Em casa de Vasco, começam a chegar os convidados para a renovação de votos e Maria Pia diz a Rodolfo que não foi convidado.

Chega Leonor, e Danilo diz-lhe que ela está a tempo de desistir, mas Leonor não desarma. Sara participa à polícia que os filhos foram sequestrados pelo pai e pela empregada e dá o contato deles. Vasco pede a Leonor para sair e ela pede para conversar com os dois.

Preso aproxima-se de Artur e espeta-lhe uma navalha na barriga e Papa chama por ajuda.