NESTE EPISÓDIO...

Artur diz que lhe apetece acabar com Horácio e com Renato e Papa acha que ele também devia fazer o mesmo com Jesus, mas ele assente que não. Papa pede ao guarda para contar tudo o que conseguiu descobrir sobre Horácio.

O juiz conta que estava desesperado e só fez aquilo para salvar a filha e Leo volta a perguntar quem é que lhe pagou.

Sara grita com Carolina e diz que não quer os filhos com ela e a enfermeira anui em dar-lhe um calmante, mas Sara, completamente descontrolada, não quer.

Carolina sai do quarto de Sara, a chorar e aproxima-se de Cláudia e Joana percebe que a namorada não a foi buscar e está ali por causa de outra mulher.

Cláudia diz a Joana que Carolina é cunhada dela, mas Joana não ouve e acusa-a de a ter abandonado no hospital. Cláudia tenta acalmá-la e diz-lhe que ela tem de se tratar e Joana dá-lhe um estalo.

Raissa está preocupada com Aisha e acha que a irmã sente a falta de Bruno, pois ele tem sido um pai para Lucas. Paulo acha que o grande amor de Artur sempre foi Camilla e, por isso, era um disparate Aisha ficar com ele.

Leo diz ao juiz que tem de voltar com eles e inocentar Artur. Juiz vinca que vai ser expulso e Leo diz que ele revelar que foi vítima de chantagem e ameaçado de morte.

Cláudia diz que pensava que Joana já tinha tido alta e Carolina diz que Sara não está nada bem e decidem ir almoçar juntas. Joana observa-as a afastarem-se, meio abraçadas.

O Guarda explica o seu plano de fuga e como vão apanhar Horácio. Artur está apreensivo por sair do Brasil num avião militar e Papa vinca estar na hora de dar uma lição a Horácio.

Os enfermeiros comentam o estado de Sara e referem que ela desenvolveu algum tipo de esquizofrenia.