Eugénio (Cassiano Carneiro) fica a saber, através de Ana Clara (Vera Kolodzig), que Vitorino (Joaquim Horta) abriu um bordel em casa dele. 

 

Sem perder tempo, Eugénio decide ir até lá e ver tudo com os seus próprios olhos. Acaba por encontrar Piedade (Ana Saragoça) e o padre (Miguel Melo) aos beijos, ficando em choque. Pergunta o que é que ela está a fazer ali e o que é que tem a ver com aquilo. 

 

Piedade pede a Eugénio para não a denunciar, pois não quer voltar para o manicómio. Eugénio pergunta-lhe há quanto tempo é que ela e o padre têm um caso. Eugénio acaba por dizer que vai denunciar o bordel à polícia e padre diz que apenas foi ali para ver a bola. Piedade acaba por implorar a Eugénio que não os denuncie e Eugénio diz-lhe que só na condição de ela não o perturbar mais. 

 

Mais tarde, Eugénio conta a Paulo (Isaac Alfaiate) que a casa que arrendou virou um bordel e que encontrou lá Piedade. Tranquiliza depois o filho, dizendo que a mãe não está a trabalhar como mulher da vida. Contudo, conta-lhe que ela tem um caso com o padre.