São exige saber toda a verdade sobre o passado de Nando

18 set 2023, 22:00
São exige saber toda a verdade sobre o passado de Nando - TVI

Peixoto está ansioso para saber o que Albino lhe quer e este dá-lhe um cigarro para a mão e diz-lhe para fumar. Peixoto agradece, mas não é assim que se vai acalmar, até porque não fuma. Albino tenta explicar-lhe que agora vai ter de fumar, porque disse a Florinda que ele fumava e agora vai ter de treinar, para saber fumar quando o virem fumar, mas Peixoto recusa-se. 

Vuitton continua a tentar acordar São. Fernando diz que é impossível Fábio ser seu filho, pois só passou uma noite com Gracinda, mas ela garante que foi uma noite abençoada da qual resultou Fábio. São volta a si e julga que teve um pesadelo, mas quando vê Gracinda e Fábio percebe que é mesmo verdade e volta a desmaiar. Fernando está em pânico. 

Albino já usa a força para obrigar Peixoto a fumar, mas ele continua a recusar-se. Peixoto quer perceber de onde saiu a ideia de que ele tem de fumar. Albino diz que foi à Toca e ficou a cheirar a fumo, mas não quer que Florinda saiba que ele esteve lá. Peixoto continua sem perceber onde entra naquela história. 

João Maria diz que devia haver concertos todos os dias, pois os idosos fartaram-se de dançar e hoje estão calminhos. Ana Carolina acha que o pai gosta mais dos idosos do que quer demonstrar e ele fica ofendido. Ana Carolina diz que já o viu ser atencioso e carinhoso quando não era necessário, mas João Maria insiste que é apenas por interesse. 

Fernando não sabe o que fazer. De um lado tem Vuitton a chamar por ele porque São não acorda. Do outro tem Fábio a chamá-lo de papá e a querer abraçá-lo. Gracinda diz que vai embora para que eles se possam conhecer melhor enquanto pai e filho. Fernando não quer acreditar que aquilo esteja a acontecer. São volta a si, mas ao ver Fábio volta a desmaiar.

Peixoto (Vitor Emanuel) insiste para que Albino (Pedro Alves) lhe conte a história toda. Albino lá conta que disse a Florinda que tinha estado com Peixoto e que tinha sido ele que o tinha deixado a cheirar a fumo, por isso agora precisa que ele fume ao pé de Florinda, para que ela acredite. Peixoto recusa-se a fumar e Albino sugere que seja um charuto. Peixoto fica mais entusiasmado e alinha. 

São (Sílvia Rizzo) está na cama, derreada, com tudo o que acabou de acontecer. São pede a Fernando (Manuel Marques) para lhe explicar aquela história direitinha e ele assim faz. Fernando conta que só se envolveu uma vez com Gracinda, antes de serem casados e depois de ter discutido com São e ela ter vindo para Portugal sozinha, mas é impossível que Fábio seja seu filho. São fica com nojo de Fernando. 

Vuitton (Beatriz Costa) conversa com Fábio (Isaac Alfaiate), tentando perceber se são realmente irmãos. Ele vai deixando escapar aquilo que realmente é e vai usando palavras de "mitra" que deixam Vuitton confusa. 
São está inconsolável e Fernando sente-se impotente para lhe conter a fúria e a revolta, mas vai fazendo o que pode para se justificar. Fernando não queria estar a remexer no passado, mas vê-se obrigado a explicar em que condições se envolveu com Gracinda. Fernando está convencido de que Fábio não é seu filho. São não consegue aceitar que Fernando se tenha envolvido com outra mulher. 

Jorge (Manuel Melo) já tem um bloco e uma caneta na mão e vai fazendo perguntas a Aida sobre os dados da vítima. Aida (Ana Guiomar) pergunta se tem mesmo de se referir a ele assim e Jorge diz que sim. Aida diz-lhe o nome e apelido, idade e sabe que foi para África. Jorge pergunta para que parte de África, mas Aida não sabe precisar. Jorge acha muito vago, mas vai começar a pesquisar no Facebook. 

Paulo (Hélder Agapito) foi ter com o Padre Isidro (Carlos M. Cunha) e diz-lhe que está muito preocupado. O Padre diz que é normal estar assim depois do que lhe aconteceu, mas será uma coisa passageira e em breve deixará a cadeira de rodas. Paulo confessa que o que o apoquenta não é a cadeira de rodas, mas sim o pecado que cometeu. 

Manel (Vitor Norte) vai ao café para entregar correspondência e culpa Tomé (Pedro Teixeira) por estar naquela situação. Já Tomé queixa-se que foi Manel que deixou Paulo ali para ele tomar conta. Ambos concordam que Paulo não joga com o baralho todo e que graças a ele estão metidos naquele sarilho. Tentam descobrir a origem do problema e já culpam a pessoa que lhe deu a mota para as mãos. 

São continua muito nervosa e chorosa e Fernando tenta acalmá-la, mas não está fácil. São nem aceita que Fernando lhe toque e chama-o de porco. Fernando põe-se de joelhos e pede perdão, mas São não o perdoa. Fernando já rasteja e implora por perdão.