Ilídia foi despejada de casa aos 82 anos e diz que não falhou os pagamentos

02 jul 2020 14:56

No «Você na TV», tentamos perceber este complexo caso.

Ilídia tem 83 anos, e queixa-se que foi despejada da casa onde viveu mais de 40 anos. Depois de ter vivido uma relação possessiva e violenta, esta mulher conseguiu separar-se e acabou por ficar a viver sozinha na casa em Unhos, Loures. Ilídia diz ter pago sempre as rendas mas a senhoria alega que desde 2017 até 2019 (altura do despejo) nunca pagou. Ilídia conta que foi levada à força para o hospital onde foi internada compulsivamente e quando saiu, dois meses depois, já não conseguiu voltar a casa. Diz Ilídia que tinha uma cadela em casa que estava registada, com chip e não sabe do paradeiro do animal de estimação.

Conceição, a proprietária do imóvel e consequentemente senhoria de Ilídia, conta que a mesma deixou de pagar a renda de forma presencial, como sempre havia feito, e que por isso colocou o processo em tribunal, que por sua vez resultou no despejo.

Na verdade, Ilídia não deixou de pagar, simplesmente alterou a forma de pagamento, passando a fazê-lo no banco, em vez daquilo que estava estipulado. Ilídia diz-nos (e mostra-nos) um documento bancário onde prova que pagou as mensalidades em questão, documento esse que não tem validade, uma vez que a senhoria nunca foi notificada da alteração dos pagamentos.