17 out 2019 13:44

Mulher finge ser a filha menor para apanhar predador sexual

No «Você na TV», uma mulher denuncia um predador sexual depois de receber mensagens de cariz sexual.

O repórter Bruno Caetano conversou com uma mãe que fingiu ser a filha para denunciar um predador sexual. «Ana», nome fictício, tem na foto de perfil uma fotografia da filha e começou a receber mensagens perturbadoras de um homem com mais de 50 anos.

A mulher percebeu que o assediador pensava que estaria a falar com uma menor e continuou a desenvolver a conversa para reunir toda a informação para conseguir denunciá-lo. Pedidos de fotos intimas e perguntas de cariz sexual, o homem começou a sugerir que a suposta criança perdesse a virgindade.

O predador sexual mostrou interesse em encontrar-se com a jovem e chegou mesmo a enviar fotografias do pénis.

«Ana» foi ouvida por uma juíza que se mostrou interessada pelo caso e acredita que a justiça seja feita e apela à prisão deste homem.

De acordo com a Elsa Veloso, especialista em privacidade e proteção de dados, tal como não se deve falar com estranhos na rua, também não se deve conversar com quem não se conhece no mundo online. «É importante que se fale apenas com personagens que se conhece da vida real», afirma a especialista.