Cristina Ferreira: «Pelo facto de ser mulher, nunca pude fazer aquilo que imaginava para a televisão»

21 set 2020 15:39

No «Você na TV», Cristina Ferreira veio despedir-se de Manuel Luís Goucha, no programa da manhã da TVI.

Esta segunda-feira foi um dia muito especial, dia em que a dupla mais adorada televisão portuguesa pôs fim ao ciclo de 14 anos juntos no programa «Você na TV». Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha, juntaram-se novamente, na sua televisão, para relembrar momentos únicos que viveram na apresentação do programa das manhãs da TVI. Cristina Ferreira começou por justificar a sua saída e assumiu que sentiu que foi Manuel Luís Goucha o único a compreender a sua saída. Explicou que já tinha sido nomeada diretora na TVI antes da saída, mas nunca pôde por em prática o que imaginava, admitindo: «Pelo facto de ser mulher, sempre fui colocada no meu lugar e nunca pude fazer aquilo que imaginava para a televisão... Só quero que me deixem ajudar, ter ideias...».

Defende que o programa que a levou para a SIC, já tinha sido apresentado à TVI antes de partir mas, percebe perfeitamente porque o afundaram dentro de uma gaveta. Cristina Ferreira admitiu que sente que, a cada lugar a que chega, tem de provar algo, e acredita que tinha de se revelar, sem ser associada a Manuel Luís Goucha. Após a saída de Cristina, no dia da sua estreia na SIC, quando receberam as audiências, Cristina afirma: «Foi um estrondo, mas pensámos que era só por ser a estreia..., depois começaram a surgir as capas de revista a dizer «Goucha esmagado pela Cristina», e aquilo começou-me a incomodar-me muito, porque não queria competir contigo». Cristina assume que nunca quis ganhar a Goucha, e que apenas queria provar que era capaz de brilhar sozinha. Manuel Luís Goucha, o seu eterno companheiro, admitiu: «Eu sabia que ia perder, apesar de haver um clima de negação». O apresentador desabafa a Cristina: «Eu senti como se pode ser resiliente, com uma campanha para me abater, que é agora aquilo que está acontecer contigo».

Cristina Ferreira emocionou-se ao confessar a Manuel Luís Goucha que se sentia um pouco culpada por o abandonar, e salienta: «Eu via isto a cair e sentia que tinha de voltar aqui para pôr tudo no lugar, porque eu tinha ajudado a destruir... Eu tinha de voltar, para que esta casa, que me deu espaço para eu crescer, voltasse a ser aquilo que eu sempre quis que fosse a TVI».