Alexandre sofre de esclerose múltipla: «Eu vou lutar para me manter aqui»

  • 24 mai, 18:13

No «Goucha», o convidado mostra que se mantém ativo para contrariar o avançar da doença.

Alexandre tinha 43 anos quando lhe diagnosticaram esclerose múltipla. a doença foi avançando e hoje a parte da mobilidade e da fadiga é o que mais o afeta. Só consegue caminhar com 2 bastões e não consegue andar mais de 200/300m metros. Mas continua a lutar diariamente para não ficar numa cadeira de rodas:  «Eu vou lutar para me manter aqui»

O convidado recordou os primeiros sinais da doença e o choque que sentiu ao início. Tentou ganhar a positividade que o caracteriza e tem lutado com todas as forças para se manter na melhor forma possível.

Presidente da Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla, quer ser um exemplo para todos.

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Dois Às 10

Receitas

Fotos

Vídeos