Gisela Serrano não perdoa o pai: «Podia ter sido ele a morrer, não tinha pena nenhuma»

  • 28 set, 18:33

No «Goucha», a convidada recorda um episódio com o pai que a marca para sempre.

Gisela Serrano, a eterna «mulher furacão», foi nossa convidada para uma conversa de vida emocionante. Gisela recordou as memórias tranquilas da sua infância, no entanto, não aguentou a emoção ao recordar um episódio menos agradável com o pai. A própria admite que apenas a sua mãe soube o que aconteceu e que ninguém mais saberá. Por isso, confessou de forma direta que preferia que o pai tivesse morrido primeiro do que a mãe: «Podia ter sido ele a morrer, não tinha pena nenhuma».

«Ele perdeu uma filha, uma amiga. Para me mostrar, com 16 anos, que os homens podiam ser perigosos...só a minha mãe soube». Gisela Serrano não esconde a mágoa que sente. Falou com grande emoção da mãe, que partiu em 2020.

Veja os vídeos para assistir à conversa.

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Dois Às 10

Receitas

Fotos

Vídeos