Família devastada com morte de Carla: «Mais valia termos ido todos de uma vez»

  • 19 abr 2021, 19:13

No «Goucha», ouvimos as palavras de uma mãe que está em sofrimento desde a morte da filha.

Carla Amorim tinha 30 anos e era guarda prisional. Foi atingida mortalmente por uma bala no peito, durante uma ação de formação. O autor do disparo foi o formador, que diz que tudo não passou de um acidente. A família de Carla não acredita e está incorformada: «Mais valia termos ido todos de uma vez».

Fátima, a mãe da jovem, afirmou que há ainda muita coisa para esclarecer. Explicou algumas estranhezas, como a formação ter sido apenas para a sua filha e, ainda, a bala ter atingido o coração em cheio.

Apesar de ter recebido uma indemnização do estado, a família aguarda por justiça e pelo apuramento de responsabilidades.

MAIS