Alexei Navalny morreu porque estava prestes a ser libertado numa troca de prisioneiros - que incluía um famoso espião russo - TVI

Alexei Navalny morreu porque estava prestes a ser libertado numa troca de prisioneiros - que incluía um famoso espião russo

  • CNN Portugal
  • DCT
  • 26 fev, 11:34
Alexei Navalny

Nesta troca de prisioneiros estariam ainda incluídos dois cidadãos norte-americanos

Relacionados

A jornalista russa Maria Pevchikh, aliada de Alexei Navalny na luta contra a corrupção na Rússia, revela que o opositor de Vladimir Putin morreu porque estava prestes a ser libertado numa troca de prisioneiros.

A denúncia foi feita esta manhã através de um vídeo no YouTube no qual Maria Pevchikh revela que Navanly seria trocado por Vadim Krasikov, antigo funcionário do serviço de segurança de Moscovo (FSB) e que está atualmente numa prisão alemã a cumprir prisão perpétua. Krasikov é acusado pelo assassinato do dissidente checheno Zelimkhan Khangoshvili, um crime que a justiça alemã diz ter sido “ordenada pelo Estado” russo.

De acordo com a jornalista, estas negociações sobre a troca em que Navanly estaria incluído estavam já numa fase final e que o opositor russo seria libertado com dois cidadãos dos EUA, podendo o jornalista norte-americano Evan Gershkovich ser um deles, uma vez que, ainda de acordo com a Sky News, já estava prevista a sua troca por Vadim Krasikov.

O vídeo foi partilhado na rede social X, antigo Twitter, pela porta-voz de Navalny, Kira Yarmash.

A morte de Alexei Navalny foi anunciada há precisamente dez dias, mas só este sábado é que o corpo do opositor russo foi devolvido à família. A viúva de Navalny, Yulia Navalnaya, assegura que o marido foi envenenado com Novichok, o mesmo composto tóxico usado em 2020.

Até agora, o Kremlin tem rejeitado todas as acusações de envolvimento na morte de Navalny.

Continue a ler esta notícia

Relacionados