Acordo ortográfico: «Língua é do povo» - TVI

Acordo ortográfico: «Língua é do povo»

  • Portugal Diário
  • FC
  • 9 abr 2008, 23:23
Escrever (foto de arquivo)

Fernando Henrique Cardoso considera que «a mudança é útil»

Relacionados
O ex-presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso defendeu, no Porto, a importância de se tentar uniformizar a grafia do português no mundo mas frisou que «a língua pertence ao povo», de quem depende o sucesso do Acordo Ortográfico, informa a agência Lusa.

«É natural que os países procurem regras que facilitem a grafia mas a língua é do povo», afirmou Fernando Henrique Cardoso, em declarações aos jornalistas, à margem de uma conferência que proferiu esta noite na Fundação de Serralves.

O antigo presidente brasileiro considerou serem positivos os esforços que os países lusófonos estão a fazer para conseguirem «uma certa aproximação na grafia» mas alertou que «uma mudança destas não se pode fazer do dia para a noite».

«A mudança é útil, desde que não seja imposta a ferro e fogo. Tem que se dar tempo para que as pessoas se habituem», afirmou. Por essa razão, considerou que é preciso esperar para «ver o que vai ser aceite (pelo povo) neste Acordo Ortográfico», salientando que só depois se pode avaliar o sucesso deste entendimento.
Continue a ler esta notícia

Relacionados