VÍDEO SEGUINTE
Descrição

Ministro das Infraestruturas é suspeito de ter usado empresa paga pela Câmara de Cascais para candidatura pessoal

A Câmara de Cascais foi alvo de buscas, relacionadas com uma fábrica de máscaras criada na altura da pandemia pela Câmara Municipal com um parceiro chinês. Em causa estão suspeitas dos crimes de corrupção, prevaricação e abuso de poder.

Mas a PJ aproveitou para recolher também documentos para outro inquérito em curso, que visa diretamente o atual ministro das Infraestruturas, Miguel Pinto Luz. As autoridades suspeitam que usou os serviços de uma agência de comunicação paga pela autarquia, onde era vice-presidente, na sua candidatura à liderança do PSD.

11 abr, 14:54
Últimos
Últimos